Gostou? Incentive o autor!

Na reportagem do Jornal O Globo de 20/5/2019,  mostra que no Brasil, o número de investidoras mulheres não chega a 30%, embora sejam 51% da população:

  • Dados da B3 mostram que o público feminino representa apenas 21,75% das pessoas físicas que compram ações.
  • No caso do Tesouro Direto, a parcela é de 30,3%.

A superintendente de educação da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima), Ana Leoni, explica que parte dessa menor participação se deve ao fato de os salários das mulheres serem mais baixos, mas também porque elas, muitas vezes, terceirizam a tomada de decisão sobre investimentos, mesmo quando provêm o sustento da casa:

— É um comportamento que leva a esses números. É um problema mundial, mas tende a diminuir à medida que a mulher ganha mais confiança em relação a esse assunto.

Na Trader Brasil Escola de Finanças este número de mulheres já aumentou.

Recentemente notamos um enorme aumento, proporcionalmente, no número de mulheres traders que começaram a operar na bolsa de valores e levam muito á sério seus investimentos.

E não, esta não é a dona de casa entediada que não tem nada a ver com seu tempo, uma vez que ela já deixou as crianças na escola.

As senhoras que estão envolvidas são geralmente mulheres de carreira que estão desenvolvendo uma paixão pela negociação e descartando a atitude do “Clube do Bolinha”.

Como escrevi no meu livro “Análise Técnica dos Mercados Financeiros”, sempre falo para meus alunos e alunas que, normalmente, os melhores operadores são mulheres. Fácil de explicar: as mulheres, em geral, são mais organizadas, detalhistas e pacientes para executar o planejamento das operações.

Ao contrário, os homens, até em função do hormônio testosterona, são muito mais competitivos, torcedores emocionais e irracionais em matérias de investimento.

Muitos, infelizmente, acham que o planejamento é uma perda de tempo.

Deixe-me explicar.

Em primeiro lugar, as mulheres investidoras são geralmente mais avessas ao risco do que seus homólogos masculinos, e, portanto, realmente aceitam a abordagem de “baixo risco” que é uma das características de uma negociação bem-sucedida. Essa aversão ao risco também ajuda com a paciência em aguardar as oportunidades certas.

Uma possível desvantagem para isso, no entanto, é que às vezes o desagrado pelo risco pode fazer com que uma trader seja tímida ao fazer negócios.

Este desafio pode ser facilmente superado pela construção básica de habilidades e bastante treinamento.

Em segundo lugar, as mulheres tendem a ser melhores planejadoras e, portanto, estão mais orientadas para os detalhes. Para negociação, isso significa mapear negócios que seguem um conjunto rigoroso de regras. E sim, as mulheres tendem a seguir melhor as regras. As senhoras conseguem mais quando são dadas listas de verificação e instruções precisas em oposição aos homens que gostam de adivinhar ou torcer e pensar que podem reinventar a roda. Ou pior, eles pensam que podem fazer isso por conta própria sem a ajuda de ninguém. Um exemplo clássico das diferenças entre os sexos é que, quando um homem se perde em um local desconhecido, ele tentará encontrar seu caminho sozinho, mas quando isso acontece com uma mulher, ela sempre para e pede instruções.

As mulheres são melhores em seguir um PLANO

Muitas de nossas mães, esposas e filhas são cozinheiras fantásticas. Eles não se tornaram assim, jogando um pouco disso ou aquilo e esperam que o bolo de chocolate saia ok. Cozinhar é uma ciência e para ficar bom, você precisa manter a receita a todo o custo. Da mesma forma, o trading é um pouco científico … fique com as regras e você provavelmente terá sucesso.

As mulheres não têm o mesmo ego que os homens.

O último atributo que as mulheres possuem, o que pode ajudar na arena operacional, é que elas não são tão egoístas quanto os homens. Em outras palavras, a necessidade de estar certo em seus negócios não é tão prevalente nas mulheres. Eles cortarão suas perdas quando a operação não funcionar ao contrário de alguns homens que aguardam até que o mercado os comprovem.

As mulheres são melhores em uma crise e menos emocionais porque, ao contrário da crença popular, as traders são mais disciplinadas e menos propensas a entrar em pânico.

Os homens lutam contra as perdas. Um pouco bobo quando o mercado é de US $ 4 bilhões por dia e nossos pequenos caraminguás não farão a menor diferença.

Elas tendem a ser felizes em aceitar que estão erradas e o mercado está certo e cortam as perdas das operações melhor do que os homens.

Aqui, na Trader Brasil Escola de Finanças & Negócios, nossas melhores alunas são mulheres, então conhecemos de primeira mão o poder da persuasão feminina, e estamos muito orgulhosos desse fato.

Com certeza, nem todas as mulheres se tornam grandes traders, e nem todas as mulheres se adequam ao molde, então por favor não me envie e-mails sobre se você não concorda com o título do post. Eu acho que os homens podem se beneficiar de entrar em contato com o lado feminino.

Afinal, manter nossos egos sob controle e ficarmos mais organizados e aceitar que estamos errados às vezes não são atributos ruins para possuirmos como um trader, homem ou mulher neste assunto.

Mulheres são mais dedicadas

She's got your portfolio under control

As mulheres tendem a ser mais deliberadas e comprometidas com o trading do que os homens. Para muitos rapazes, operar na bolsa de valores é um hobby e, se forem bons nisso, então vão levá-lo mais a sério. As mulheres querem fazê-lo dar certo desde o início e dedicarão horas para se darem a melhor chance. A abordagem delas às vezes cautelosa e diligente as coloca em excelente posição.

Até a Universidade de Berkeley já comprovou.

Os pesquisadores de Berkeley descobriram que as investidoras ganham quase um ponto percentual a mais do que os homens a cada ano. Isso significa que elas são melhores em escolher os investimentos vencedores?

Na verdade, esse não é o caso.

Os homens tendem a operar demais, quando não há uma oportunidade clara.

As mulheres superam os homens porque os homens frequentemente operam 45% mais vezes do que as mulheres, e as taxas de corretagem resultantes reduzem seus lucros. A negociação excessiva reduz os rendimentos líquidos dos homens em 2,65 pontos percentuais por ano em comparação com 1,72 para as mulheres.

Por que os homens negociam mais vezes? Confiança excessiva, o estudo de Berkeley descobriu. Os investidores masculinos superestimaram suas habilidades de investimento, conhecimento e perspectivas futuras.

O estudo analisou os registros comerciais para mais de 35 mil famílias, separando contas abertas por homens daqueles abertos por mulheres. Os dados mostram que a taxa de rotatividade média das ações dos homens foi quase uma vez e meia das mulheres, reduzindo assim seus ganhos líquidos em 0,94 pontos percentuais.

E a presença de uma esposa no lar garantiu melhores lucros para os homens. Os homens solteiros negociaram a uma taxa ainda maior do que os homens casados ​​- 67% mais frequentemente do que mulheres solteiras – e reduziram seus lucros 1,44 pontos percentuais a mais que as mulheres solteiras.

As mulheres também trazem uma mentalidade diferente para o mercado de ações. Elas investem com um objetivo de longo prazo em mente, como poupar para educação escolar ou aposentadoria para crianças. Os homens, por outro lado, veem o mercado de ações em termos competitivos e tentam vencer o mercado.

Não é de admirar que algumas mulheres sejam boas traders.

Eu estava tendo essa discussão com minha esposa recentemente e perguntei-lhe se achava que as mulheres seriam melhores traders porque não tinham ego ou tinham mais cérebro. Ela olhou para mim e disse: “Mais cérebros”, e eu, como qualquer bom marido simplesmente disse: “Eu concordo totalmente”.

Até a próxima, espero que todos tenham uma excelente semana.

www.traderbrasil.com

Summary
Aumenta o número de mulheres na bolsa de valores
Article Name
Aumenta o número de mulheres na bolsa de valores
Description
Na reportagem do Jornal O Globo de 20/5/2019,  mostra que no Brasil, o número de investidoras mulheres não chega a 30%, embora sejam 51% da população. Na Trader Brasil o número de alunas já aumentou.
Flávio Lemos
Trader Brasil
Trader Brasil
Publisher Logo