Gostou? Incentive o autor!

Qual fundo multimercado investir em agosto 2018?

Você sabe como comparar fundos multimercados? Não? Veja aqui neste post.

Comparativo Fundos Multimercado de 29/12/2017 a 29/06/2018

2018-07-30_13-34-58

Análise Técnica dos Mercados Financeiros

Aqui é o Flávio Lemos, sócio da Trader Brasil Investimentos, autor de Análise Técnica dos Mercados Financeiros, depois de uma semaninha de férias no Rio Araguaia no meio dos índios estou de volta mais uma vez analisando alguns dos fundos multimercados mais populares passados 7 meses do ano de 2018 (de 29/12/2017 até 25/7/2018), verificamos alguns pontos notáveis neste estudo comparativo dos fundos.

Comparativo Fundos Multimercado de 29/12/2017 a 29/06/2018

Desta lista, apenas o DLM +4,13% , AZ QUEST LEGAN +3,81% , SPARTA DINÂMICO + 3,50% e o Murano +15,75% tem carência menor que 7 dias.

Alguns fundos com carência grande, com mais de 7 dias, após 6 meses, simplesmente não entregaram uma rentabilidade condizente com seus páres de risco, perdendo até da Renda Fixa, tendo inclusive índice de Sharpe negativo.

Índice de Sharpe, criado por William Sharpe (Nobel de Economia em 1990), é um indicador que permite avaliar a relação entre o retorno e o risco de um investimento. Quanto maior o índice, melhor o fundo é gerido e adicionalmente se o índice for negativo, mostra que o gestor perdeu para a renda fixa .

São os casos do:  SPARTA DINÂMICO +3,5%  e do Verde Scena +2,61% neste período analisado, pois a renda fixa  Selic medida pela LFT rendeu +3,66% no mesmo período.

Alguns fundos na zona 2 cinza sombreada, tem relação retorno x risco não adequada em comparação a seus pares, todos fundos da mesma categoria multimercado.

Até 25 de JULHO de 2018, destacamos a linha ótima de risco x retorno (pontilhada em  ROSA), os seguintes  fundos com retorno x risco adequados, EM ORDEM CRESCENTE DE RISCO E RENTABILIDADE DE 7 MESES . Cor igual ao do gráfico acima  para melhor vizualização.

  1. DLM Hedge Moderado +4,13%  (aplicação mínima R$3.000 e carência D+3),
  2. CLARITAS LONG SHORT +7,30% (aplicação mínima R$10.000 e carência D+34),
  3. Gávea Macro +9,39 % (aplicação mínima R$50.000 e carência D+30) e
  4. KAPITALLO KAPPA +10,78 (aplicação mínima R$10.000 e carência D+31),
  5. Pólo Norte I +18,17% (aplicação mínima R$5.000 e carência D+30).
  6. SAFARI +18,43% (aplicação mínima R$25.000 e carência D+30).

Perspectivas dos Fundos Multimercados

Mesmo com a recuperação mais lenta do que o projetado no início do ano, as empresas continuam crescendo. O desemprego está em queda e os juros estão baixos, e isso é bom para a economia e para as empresas.

Não podemos perder o foco sobre as eleições de outubro, já em plena campanha, mas não esqueçamos também das contas públicas, em perigosa trajetória, embora mais preocupante no ano que vem.

Consideramos, contudo, que na transição de poder deste ano, se comparada a 2002, entre FHC e Lula, a cena econômica como um todo parece mais tranquila. A inflação é mais baixa, assim como o juro a 6,5% e o nível de reservas, bem mais confortável do que no citado ano. Lembremos que naquela época as reservas cambiais estavam em torno de R$ 35 bilhões, contra os US$ 382 bilhões atuais. Mas o que preocupa mesmo são as contas públicas.

Claro também que todo este imbróglio acontece num ambiente de eleições, talvez as mais disputadas desde a redemocratização, sem ideia sobre quem devem ser o eleito. Isso deve açodar ainda mais os ânimos, o que torna a tarefa do ministro Guardia um desafio a ser enfrentado. Importante neste contexto será definir também a agenda do candidato eleito. O governo já se mobiliza em costurar uma transição, já tendo conversado com muitos assessores econômicos de candidatos. Nesta, importante será colocar a realidade das contas públicas no radar. Para isso, quem assumir terá que enfrentar a Reforma da Previdência logo de cara. Esta segue em trajetória preocupante e descontrolada no longo prazo se esta não for aprovada.

Um estudo do economista do BNDES Fábio Giambiagi mostra que as despesas com benefícios podem passar, se nada for feito, neste ano de R$ 649 bilhões para R$ 876 bilhões em 2026. O déficit da Previdência, neste ano, deve superar R$ 280 bilhões, já colocando em prova a Lei do Teto dos Gastos. O adiamento da reforma da Previdência, no ano passado e neste ano, acabou decisivo para isso.

Sendo assim, será inevitável que o governante eleito já se depare com o desafio de um pesado ajuste fiscal. O que temos observado, pelos candidatos mais competitivos, são apenas retóricas de campanha, tanto mais à esquerda, como à direita. A realidade da gestão pública acabará se impondo, assim que o eleito pisar no Planalto. Que esteja bem preparado para o que terá que enfrentar.

Você quer minha ajuda para escolher entre tantos fundos?

Sim eu tenho interesse!

Existe algo que não conversamos que você gostaria de perguntar, algum tipo de dúvida? Tendo dúvida , não hesite em pedir  ou qualquer explicação.

Bem o canal está e sempre esteve aberto para você perguntar qualquer coisa sobre seus investimentos.

Tendo alguma dúvida, é só me falar.

Cordial Abraço,

Flávio Lemos, CFP, ANCORD, PQO

www.Investimentos.TraderBrasil.com 

Telefone: (21) 2292-9729 |(11) 2386-4080

Summary
Qual fundo multimercado escolher em agosto 2018?
Article Name
Qual fundo multimercado escolher em agosto 2018?
Description
Qual fundo multimercado escolher em agosto 2018?
Flávio Lemos
Trader Brasil
Trader Brasil Investimentos
Publisher Logo