Gostou? Incentive o autor!

 

O dia foi marcado por um otimismo nos mercados ao redor do globo. Logo pela manhã, a notícia de que a BP conseguiu estancar por definitivo o poço no Golfo do México, que vazou durante meses, animou os investidores. Além disso, a reiteração pela Moody’s da perspectiva estável para o rating Aaa do Reino Unido trouxe um viés positivo aos mercados.

Nos EUA, em um dia de agenda tranqüila, as principais bolsas do país fecharam o dia em forte alta. O movimento se deu após o comitê que determina os ciclos econômicos dos EUA, NBER (National Bureau of Economic Research), afirmar que a recessão que se iniciou em dezembro de 2007 terminou em junho de 2009.

Além disso, o comitê também afirmou que caso a economia norte – americana sofra um novo declínio, este se tratará de uma nova recessão, e não da iniciada em dezembro de 2007.

Research

Fechamento no Brasil

Em um dia marcado por uma volatilidade extra, devido ao vencimento de opções sobre ações, a Bovespa seguiu o bom humor dos mercados internacionais e encerrou a sessão em alta.

O Ibovespa fechou o dia em elevação de 1,64%, aos 68.190,46 pontos. Devido ao vencimento de opções sobre ações, o giro financeiro da Bovespa totalizou R$9,028 bilhões.

As ações da Petrobras foram um dos destaques da sessão, dessa vez no campo positivo, com alta de 2,5% para as ações preferenciais e de 2,02% para as ações ordinárias da estatal.