Gostou? Incentive o autor!

Como fazer a gestão de tempo aliada aos investimentos

O tempo tem mais a ver com os nossos investimentos do que podemos imaginar.

curso_imersao_completa_aprender_a_investir

Como por exemplo, em qual horizonte de tempo esta concentrada a maior parte dos seus investimentos? Curto, médio ou longo-prazo?

Ou então, quanto tempo você gasta cuidando dos seus investimentos?

O que você tem feito para melhorar a gestão do tempo? Como você usado seu tempo?

As duas perguntas são bem pertinentes e ter as respostas te ajudam a saber como andam seus investimentos.

Abra sua conta na XP |Trader Brasil Investimentos

Mas talvez mais importante ainda seria responder quanto tempo sobra para o restante?

Sim, o restante! Quanto tempo sobra para aproveitar a vida, ler, viajar, praticar seus hobbies?

O tempo é o recurso mais valioso e escasso do mundo.

A lição que tiramos disso tudo é que o tempo é um fator que tem fundamental importância na hora de se investir.

Lidar com o tempo é uma arte. E, é a partir do momento em que aprendemos como aperfeiçoá-la, que somos capazes de mudar tudo na nossa vida. Só que, como tudo na vida, é preciso certa dedicação.

O tempo é dinheiro.

No livro Dinheiro, do professor Flávio Lemos, o autor mostra todo o tempo todo isso e explica resumidamente que:

Na renda fixa, a relação é clara e direta. Os juros (i) aparecem na equação elevados ao tempo, ou seja numa relação exponencial, logo quanto maior o tempo (t) maior o valor final (FV).

Na renda variável, até consegue-se usar técnicas no curto prazo, mas, para o investidor que não tem urgência de tempo nem de dinheiro, o longo prazo também pode trazer grandes retornos.

Portanto, sempre que for investir, tenha objetivos e metas, para ai sim, saber escolher o melhor investimento para você!

Mas o dinheiro também é tempo:

Vizualize a seguinte situação:

Suponha que Bruno precise trabalhar 8 horas por dia para ganhar dinheiro suficiente para manter o padrão de vida da sua família (moradia, alimentação, roupas, entretenimento…).

Agora suponha que, após aumentar a produtividade, ele precise trabalhar apenas 6 horas por dia para ganhar a mesma coisa.

O que acontece com essas duas horas extras?

Bruno fará o que quiser com elas.

Parte do tempo que anteriormente ele tinha que “pagar” para viver (trabalhando para assegurar um determinado padrão de vida) está agora liberado.

Nesse caso, mais dinheiro significa mais tempo.

E mais tempo para se dedicar ao seu bem-estar permite que você viva mais feliz.

Tornar-se mais produtivo aumenta suas opções: pois permite que você ganhe mais ou compre mais, se você optar por isso, mas também permite que você ganhe a mesma coisa trabalhando menos.

O poder do dinheiro em expandir nossas opções é sua grande contribuição para a felicidade.

Mas como você tem balanceado seu tempo entre carreira, investimentos e vida pessoal?

Muitas pessoas acabam focando exageradamente no que vão alterar na sua carteira de ações. Se vão comprar títulos pré-fixados ou pós-fixados; aumentar ou reduzir sua exposição internacional. Assim, tem-se no imaginário comum que fazer dinheiro só é possível investinto bem e o quanto antes possível, o que não deixa de ser verdade. Entretanto, esquecem de que qualquer investidor precisa de capital para começar, e esse capital precisa crescer até alcançar certa relevância para que possa se multiplicar de verdade.

Vamos supor que você ganhe R$7.000 mensais líquidos. Um aumento de 15% corresponde a R$1.050 a mais todos os meses, o que totaliza R$12.600 no final de 1 ano. Para conseguir essa mesma quantia com os investimentos vamos supor então que você tenha um capital de R$ 100.000, então seria preciso uma rentabilidade de 12,60% no ano. E se você não tiver esse montante, já pensou quanto tempo demoraria para juntar esse valor?

Imagine 2 investidores que resolvam começar a investir com uma poupança inicial de R$ 1.000, o primeiro investidor focou em aumentar sua renda ano após ano e conseguiu aumentar a quantidade poupada em 20% a cada fim de ano (Ex: poupar mais, ser promovido, receber bônus por performance, etc) e que seguiu orientação de profissionais de mercado e estudou um pouco conseguindo, assim, um retorno de seus investimentos de 7% ao ano. Já o outro focou todo o seu tempo nos investimentos, fez tudo sozinho e estudou tudo o que tinha dos escritores e profissionais renomados no mercado. Não que exista garantia de que ao dedicar mais temo a investimentos você terá um retorno maior, mas vamos dizer que ele tenha conseguido uma rentabilidade de 15% ao ano.

Será que algum dos dois conseguiu os R$100.000 em cinco anos?

O investidor que focou apenas nos investimentos não conseguiu. Apesar do seu retorno ser ótimo e bem acima do outro investidor, ele só conseguiu chegar a R$ 86.300. Não que seja pouco dinheiro, mas não conseguiu seu objetivo. Para alcançar os R$ 100.000 seria necessária uma rentabilidade de aproximadamente 21,20% ao ano. E vamos combinar, com a SELIC (taxa básica de juros da economia) a 5,25% atualmente ele precisaria correr bastante risco para conseguir chegar em mais de 20% ao ano sem falar na dificuldade de se manter isso com consistência. Já o investidor que focou seu tempo em aumentar seus aportes, consegiu juntar aproximadamente R$ 103.400 mesmo com um retorno de 7% ao ano.

Apesar de ser apenas uma simulação, podemos ver que nesse caso levaria a melhor quem focou na sua *carreira* e não na sua *carteira*.

Claro que essa não é uma regra geral, mas vimos que uma alocação mais eficiente do seu tempo pode trazer mais retornos do que você imagina. Vale levar em consideração ainda que, fora os agentes ativos no mercado financeiro, você provavelmente entende e se sente mais confortável com o seu negócio do que com investimentos.

Sua profissão e os meios ao seu alcance para aumentar sua renda são particulares.

Tenho certeza de que você saberá a melhor forma de lidar com isso.

Resumindo:

a gestão do tempo é de suma importância já que cada pessoa tem uma quantidade limitada e ,mais ainda, indeterminada dele. Coloque o quanto antes seu dinheiro para trabalhar para você mas não deixa de fazer o que gosta e o que sabe, e lembre-se que de grão em grão a galinha enche o papo.

Summary
Gestão de tempo e os investimentos
Article Name
Gestão de tempo e os investimentos
Description
Como fazer a gestão de tempo aliada aos investimentos O tempo tem mais a ver com os nossos investimentos do que podemos imaginar. Como por exemplo, em qual horizonte de tempo esta concentrada a maior parte dos seus investimentos? Curto, médio ou longo-prazo? Ou então, quanto tempo você gasta cuidando dos seus investimentos?
Flávio Lemos
Trader Brasil
traderbrasil
Publisher Logo
ebook_investir_em_etfs_bdrs