Off-Topic: A Matemática do Xixi


A Matemática do Xixi

Por Flávio Lemos é escritor e Diretor da Trader Brasil Escola de Investidores.

Sou Bola!
Sou Bola!

Desde que se fala da história do Rio urbano se fala em dejetos na rua. Lembro da passagem da história em que mocambos  gritavam “-Água vai!” e jogavam dejetos de seus patrões pelas janelas dos casarões da Rua do Ouvidor em pleno centro histórico da cidade, próximo da casa da então Princesa Isabel.

Sou um engenheiro civil, batuqueiro amador e amante do carnaval, será que desde aquela época nenhum governante percebeu o óbvio?

Não há banheiros públicos em quantidade suficiente por toda a cidade. Procurar um banheiro público na cidade do Rio de Janeiro em qualquer momento do ano -não só no carnaval- é uma tarefa digna de detetive.

O que adianta um banheiro lindo, todo de inox reluzente, fechado?

A logística do xixi

Utilizando as tabelas de dimensionamento para banheiros químicos dos fabricantes, vamos provar que por qualquer tabela –do mundo- o número de banheiros adequados está DEZ vezes abaixo do mínimo recomendado.

As tabelas levam em consideração:

  • Número de horas do evento
  • Quantidade de homens
  • Quantidade mulheres

Eu acrescentaria:

  • Há incentivo do patrocinador?

Calor, música animada e vendedores de cerveja (subsidiada pela patrocinadora do carnaval carioca) ao alcance do braço – “Dois latões (de 500 ml) por R$5,00”-Gritavam. Bons incentivos a qualquer folião.

  • Há urinóis em separado? Há portas no banheiro?

Homens para fazer xixi em pé necessitam de menos de 30 segundos. Se houver porta em cada banheiro ele terá de abrir e fechar o que vai consumir mais 3 segundos, o que em 10 pessoas totalizam mais um. Consultei minha esposa para este artigo. Ela –grávida- diz que se o banheiro for sujo ela demora mais tempo- mais de 1 minuto-, pois tem que se equilibrar para não sentar no vaso emporcalhado. Algumas mulheres possui o músculo da bexiga mais desenvolvido, conseguindo fazer de pé,o que faz com que se aproximem do tempo médio dos homens

  • É fácil o acesso de qualquer lugar?

Imagine você em uma praça – lotada- e que o banheiro mais próximo com uma fila média de 40 minutos, fica do outro lado dela, pertinho, cerca de 100 metros. E nos mesmos 100 metros na direção oposta você encontra o mar, um viaduto ou uma árvore. Por mais educado e cidadão consciente que você seja, vai encarar a multidão e a fila?

Esta última pergunta é ótima para aquela senhora que está em sua casa já pensando este autor é um mijão enrustido…

Vejamos o melhor exemplo de dimensionamento do mundo: O Estádio de Wembley, na Inglaterra.

Por uma tabela internacional o número mínimo seria:

Para 90.000 pessoas menos de 6 horas de evento, sendo 60.000 homens e 30.000 mulheres
WC de homens 

 

100
Urinóis de homens 343
WC de mulheres 166
Total 609

A capacidade de Wembley é de 90 mil pessoas sentadas e –pasmem- há 2.618 toletes.

As tabelas em geral vão até 100 mil pessoas.

Vejamos o caso de um bloquinho novo de Botafogo, que toca Beatles –parado- sem desfilar.

Som ótimo, criativo, mas logística medonha.

Ele tocou num cruzamento de duas ruas estreitas, em que já existem bares nas esquinas. Obviamente, nem sempre os donos dos bares enxergam a oportunidade de capitalizar com o xixi alheio, preferindo o objeto social do seu estabelecimento. Não cabe aqui a discussão da logística de trânsito, por ter envolvido os principais acesso de Botafogo, o negócio aqui é o xixi.

Público estimado em cinco mil pessoas. Pela tabela mesma tabela internacional

Para 5.000 pessoas menos de 6 horas de evento, sendo 2500 homens e 2500 mulheres
WC de homens 

 

4
Urinóis de homens 14
WC de mulheres 21
Total 39

Obviamente se alguém achou unzinho lá- a prefeitura disse que tinha quinze-, deve estar na fila até agora, esperando a próxima vontade de urinar.

Agora o meu bloco preferido, o mais animado, o mais tradicional, bem humorado e o maior bloco do Mundo: O Cordão da Bola Preta.

Público presente estimado para 2011: 2 milhões de pessoas. (O mesmo público do Réveillon de Copacabana).

O máximo da tabela vai até 100 mil homens e 100.000 mulheres -os gringos não conheciam o Bola- e mostra:

Para 200.000 pessoas menos de 6 horas de evento, sendo 100.000 homens e 100.000 mulheres
WC de homens 

 

200
Urinóis de homens 572
WC de mulheres 832
Total 1.604

A prefeitura encheu o peito para dizer que existiam 300 banheiros na área entorno do centro. Dos 300 banheiros, a maior parte foi concentrada na área da Cinelândia, com alguns containers na Rua Almirante Barroso, enigmáticos 10 na Carioca (dez!) e uns 10 na Rua Sete de Setembro. Sugiro ao nosso alcaide e companheiro vascaíno, que tente atravessar a rua durante o Cordão do Bola Preta e olha que não precisa ser durante a passagem do carro de som.pode ser uns 500 metros antes ou depois do carro.Não dá.Acredite em mim.

Banheiro tem de ser fácil acesso igual a tomar água ou cerveja. Na praia se tivesse banheiro fácil ou de graça, o nosso mar não seria tão imundo e dependente de correntes marinhas para sua ‘limpeza”.

Em tempo, só para finalizar, se tiver um milhão de pessoas no Bola Preta no ano que vem – a metade desse ano -, a minha conta seria de 2.778 banheiros, mas com uma logística e uma abordagem completamente diferente da atual. Temos de tratar o xixi de forma diferente das utilizadas por D. João VI , educar sempre , mas com quantidade e localização adequada ao Carnaval mais popular do País ou mesmo a Cidade mais Maravilhosa do Mundo.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s